"Lumascape Brasil" atualizado e expectativas para o mercado em 2013

O mercado brasileiro de compra de mídia em tempo real não para de crescer e evoluir. Prova disso foi que, ao atualizar o mapa do mercado inspirado no Lumascape feito no início do ano, foi possível constatar que, desde março quando criei a primeira versão, novas empresas chegaram ao mercado e outras já desapareceram.

Isso sinaliza o dinamismo e deixa uma grande expectativa para 2013. Tem muita gente de fora querendo entrar, os empreendedores brasileiros estão mais ativos do que nunca e diversos players já estabelecidos no mercado de mídia nacional começam a olhar para este setor com maior atenção, graças a pressão de agências e anunciantes.

2013 será o ano do RTB no Brasil? Ainda é cedo, pois ainda movimenta-se poucas verbas, mas que com certeza o interesse irá crescer isso não resta dúvida. O domínio dos portais irá continuar, claro, mas a chegada da Facebook Ad Exchange pode contribuir para o início da mudança da dinâmica deste mercado, uma ruptura comparável apenas à chegada do Google em 2005 com seus links patrocinados, que hoje respondem por mais de 50% dos investimentos do mercado de mídia online brasileiro.

Assim como o Google teve papel importante na educação do mercado sobre as ad networks, ao investir na popularização de sua rede de conteúdo, a FBX pode fazer o mesmo para as ad exchanges e, de quebra, trazer novos players ao mercado, especialistas nesse setor.

Enquanto isso, confira abaixo a versão atualizada do “Lumascape Brasil”. Agradecimentos ao Pedro Cruz e Adriano Brandão da Navegg, e a Mari Ruiz, da Agência Ideal. E ao Terry Kawaja, que aprovou a versão brasileira.

Marcelo Sant’Iago é sócio-diretor da MBreak Comunicação e correspondente do ExchangeWire na América Latina.