Por que a Apple será a quarta plataforma de anúncios em dois anos?

Quando Tim Cook, da Apple, criticou publicamente a forma como o Google e o Facebook usam dados pessoais para gerar receita publicitária, podemos analisar como um movimento calculado do engenhoso CEO da área de tecnologia. Para Ciaran O’Kane, CEO do ExchangeWire, trata-se de um passo que pode levar a empresa a faturar US$ 10 bilhões com seu negócio de publicidade. A seguir, confira a tradução do artigo publicado originalmente no site inglês.

O negócio de hardware da Apple está começando a desacelerar, já que os usuários demoram para comprar novos dispositivos. Os novos recursos simplesmente não atraem as pessoas com rapidez suficiente para desembolsar mil dólares. A Apple ainda pode aumentar a receita por meio de seu negócio de serviços. E a publicidade será uma grande parte disso.

A recente crítica de Tim Cook ao uso indevido de dados pessoais por seus concorrentes no Vale do Silício é uma clara indicação de que ele está tentando “sujar as águas” em torno da segmentação comportamental. Por que?

A Apple está procurando aumentar significativamente seu negócio de anúncios, já que é uma oportunidade fácil para a empresa agora. Eu acho que a companhia pode chegar a US$ 10 bilhões facilmente nos próximos cinco anos. Veja como vão fazer isso:

Gerar receita e demanda por meio da Apple App Store

Ciaran O’Kane, CEO do ExchangeWire

A Apple já está exibindo anúncios em sua app store, mas poderia fazer mais. O negócio vale US$ 500 milhões, mas a empresa poderia lucrar muito mais. Esse deve ser um grande negócio, dado o tamanho desse mercado nos EUA. A Apple deveria seguir os passos do Google Search. É o principal canal para a descoberta de aplicativos para usuários da Apple.

Percebo que a empresa não está concretizando adequadamente essa enorme oportunidade de monetização, já que é a guardiã do seu próprio ecossistema. Deveria ser facilmente um negócio multibilionário e o primeiro porto de escala para qualquer aplicativo, em termos de aquisição de usuários.

Temos conversado com diversas marcas DTC (direct-to-consumer) e muitas marcas disseram ao ExchangeWire que o Google e o Facebook são os principais canais de aquisição de clientes. A Apple mal foi mencionada.

Está claro que a empresa não está maximizando esse negócio multibilionário de anúncios. Ela precisa lançar recursos para preparar a alta demanda, já que isso deve deixá-la mais próxima de ser uma marca de dez bilhões de dólares.

ITP dá cobertura à Apple para construir seu negócio AdSense

O ITP (intelligent tracking prevention) pode muito bem ser um sinal de morte para a ad tech no ecossistema da Apple. Isso porque é mais difícil realizar segmentação comportamental baseada na web pelo Safari. Claramente, está provocando efeitos.

A Criteo, uma dos maiores empresas de retargeting do setor, está se esforçando para fazer isso dar certo no Safari. Sua receita caiu 6% em relação ao ano anterior. É difícil avaliar se outras empresas estão tendo problemas semelhantes, mas é provável que seja preciso dizer que grande parte do ecossistema baseado na web da Apple está ficando nebuloso para ad tech.

Esta é uma grande oportunidade para a Apple construir uma enorme ad network contextual, direcionada por sua demanda na App Store.

Alguns de vocês que estão lendo isto podem não gostar desta afirmação. Mas está ficando cada vez mais claro para mim que a Apple pode alcançar uma grande oportunidade de monetização por meio do Safari.

O Google AdSense, a ad network de cauda longa do Google, movimenta cerca de US$ 20 bilhões em receita bruta, com 30% a 40% em receita líquida. Já a FAN (Facebook Ad Network) gera cerca de US$ 7 bilhões em receita bruta.

Se metade da população da internet nos EUA está usando o Safari, a Apple tem um enorme mercado endereçável para os anunciantes.

E o melhor é que tudo será compatível com a privacidade, já que a segmentação pode ser feita de maneira contextual. Pode facilmente ser um negócio de mais de US$ 10 bilhões.

Como a Apple chegará lá? A companhia pode precisar de algumas coisas. Alguma especialização de segmentação contextual. Mas, acima de tudo, será necessário um compromisso da Apple.

Meu sentimento é que Tim Cook verá isso como dinheiro fácil. Ele observará a facilidade com que a Amazon está construindo um negócio de anúncios bem-sucedido. Essa é uma receita de alta margem – que a Apple não deixará passar.

Fala-se muito da receita da Apple TV como uma grande fonte dinheiro. Eu não vejo isso acontecer no curto prazo. Seu serviço de streaming ainda é incipiente. Mas os usuários da Apple estão sempre com fome de mais serviços da marca – por isso, pode ser significativo se os serviços de streaming da Apple ganharem força.

Para o resto de nós, todos os nossos pesadelos do GAFA (Google, Amazon, Facebook e Apple) vêm de uma só vez. Outra empresa americana arrebanhará bilhões de um negócio de anúncios já em declínio. Nós, os 20%, poderemos em breve ser os 10%.

Tags