Folha para de publicar conteúdo no Facebook; Smart sela parceria em programático garantido com Google DBM

No giro de notícias da semana: um dos maiores veículos digitais do Brasil deixa de publicar conteúdo em sua conta após diminuição da visibilidade do jornalismo profissional pela rede social; clientes da Smart agora podem fechar deals em sites premium com entrega garantida e preço fixo.

Folha não publicará mais conteúdo no Facebook

Na quinta-feira (8), a Folha anunciou que não mais publicará conteúdo no Facebook. O publisher informou que a decisão deve-se à diminuição da visibilidade do jornalismo pela rede social e foi baseada nas diretrizes do novo Projeto Editorial – dentre elas, a preocupação com que o conteúdo chegue aos leitores pelos melhores caminhos.

Atualmente, a Folha possui quase 6 milhões de seguidores no Facebook, sendo o maior jornal brasileiro na rede social. Conforme publicou o veículo: “o algoritmo da rede passou a privilegiar conteúdos de interação pessoal, em detrimento dos distribuídos pelas empresas, como as que produzem jornalismo profissional”, evidenciando que tal movimento incentiva o consumo de conteúdos pelos quais os usuários têm afinidade, “favorecendo a criação de bolhas de opiniões e convicções, e a propagação de fake news”.

O jornal explicou, ainda, que a importância da rede social como canal de distribuição já estava caindo mesmo antes da medida que prioriza conteúdos produzidos por usuários, acrescentando que outros veículos também observaram a mesma queda. De acordo com dados compilados pela Folha, o volume de total de interações alcançado pelas 10 maiores páginas de jornais brasileiros no Facebook caiu 32% em janeiro, comparado com o mesmo mês do ano anterior.

Com a perda de espaço do Facebook como fonte de acesso a sites de jornalismo, a Folha destacou o crescimento da relevância de mecanismos de busca, como o Google.

Além disso, a Folha criticou iniciativas do Facebook, como o Instant Articles, afirmando que jamais aceitou as condições da rede social para integrar o projeto – a transferência gratuita de conteúdo para a rede social, sem direito de cobrar pelo acesso ao mesmo, sendo dado em troca o aumento da velocidade de carregamento das páginas, enquanto a remuneração fica restrita à venda de anúncios na plataforma, descreveu.  

Smart sela parceria em programático garantido com Google DBM

Integração de programático garantido entre Smart e Google DoubleClick Bid Manager, passa disponibilizar a anunciantes a possibilidade de fechar deals com os publishers premium da Smart, com entrega garantida e preço fixo. De acordo com a Smart, ela é a primeira plataforma full-stack voltada para publishers a anunciar ofertas de programático garantido em conjunto com a outra companhia.

“O Programático Garantido é o tipo de deal que mais deve crescer em 2018”, pontuou Weverton Castro, country manager da Smart no Brasil. A Smart oferece programático garantido para web, vídeo, mobile e in-app. Os formatos disponíveis incluem mídias de alto impacto, como Roadblocks e Rich Media.

O Chief Programmatic Officer da Smart, David Pironon, salientou que os compradores precisam ter certeza de onde estão investindo seu dinheiro – “portanto, a mudança para relacionamentos diretos foi essencial”. Segundo ele, agora a Smart oferece um caminho transparente para que buyers e sellers façam transações diretamente – diminuindo o grande tempo gasto nos workflows de inserções tradicionais. “O mercado está se distanciando das compras IO tradicionais e se aproximando do programático, incluindo deals com volume garantido.”

Para Paul Cocks, Head de Produto – Inventário e Programático Direto do Google, a parceria  ativa novas formas de combinar o acesso ao inventário reservado dos publishers com a força das decisões data-driven e em tempo real. “O programático garantido simplifica o processo de compra nas plataformas e cria novas oportunidades de conexão entre anunciantes e publishers, a nossa intenção é trazer isso ao mercado trabalhando com todos os tipos possíveis de parceiros”.

 

Comentários