RPA Media Place sela aliança com publishers do Uruguai; programático é destaque para AOL Brasil na Black Friday

No giro de notícias da semana: depois de firmar parceria com veículos uruguaios, a argentina RPA Media Place quer expandir para quatro países em 2017; com oferta inédita, AOL Brasil comemora resultados de programático na Black Friday; ZoominTV anuncia integração junto ao marketplace da Rubicon Project para campanhas premium de vídeo; Teads atinge desempenho 33% superior em estudo de tráfego válido na região; AppNexus lança PreBid para publicidade em vídeo; Opera Mediaworks passa a se chamar AdColony.

RPA Media Place fecha acordo com publishers do Uruguai

Formada por veículos argentinos, a RPA (Real Premium Audiences) Media Place, primeira publisher co-op da América Latina, acaba de desembarcar no Uruguai e firmar acordo com os principais meios locais, como Canal 10, El Observador, El Pais, Monte Carlo TV, Montevideo Portal y Teledoce.

Os veículos unem suas plataformas digitais para oferecer aos anunciantes seus inventários premium via programático.”No mundo há cada vez mais interesse na compra através da modalidade programática; e o Uruguai, como Argentina, é um país evoluído para testar novas plataformas”, declarou Alejandro Alvarez, CEO da RPA Media Place.

E os planos da RPA, segundo Alvarez, miram uma contínua expansão regional: o objetivo é alcançar um crescimento de 100% em 2017 e operar em quatro países da região. “Estou convencido de que RPA pode expandir sua marca, tanto a nível local e regional, conseguindo aliançaspremium nos principais países da América Latina; e o Uruguai é uma das nossas grandes apostas”.

AOL Brasil: programático se destaca na Black Friday

A AOL Brasil divulga com exclusividade para o ExchangeWire Brasil seus resultados durante a Black Friday, realizada no mês passado. A novidade neste ano foi a intensidade das negociações via mídia programática no período de compras que antecipa o Natal.

De olho na data, a empresa lançou o inédito pacote especial de Black Friday para anunciantes convidados, parceiros da empresa e também da área específica de programmatic. Ao todo, foram mais de 40 milhões de usuários únicos disponibilizados através de quase 1 bilhão de oportunidades de compra em dez dias de leilão.

“Foi a primeira vez que a AOL disponibilizou de forma garantida um pacote incluindo inventários Microsoft e AOL Marketplace aos seus compradores de programmatic, e durante a ação inédita houve um acompanhamento diário de participação de cada um dos anunciantes, além de e-mails com valores médios de lances nos leilões e taxas de participação e compra”, comentou Vitor Bellote, Programmatic Manager AOL.

O pacote incluiu formatos IAB standard e também rising stars como o billboard, disponibilizados por meio de deal IDs específicos.O leilão exclusivo deu acesso a inventários das propriedades Microsoft e também Marketplace AOL Brasil.

Zoomin.TV fecha parceria com Rubicon para campanhas premium de vídeo* 

A Zoomin.TV, distribuidora de conteúdo em vídeo online, anuncia integração junto ao marketplace da Rubicon Project para campanhas premium de vídeo em formatos pre-roll, in-text e rich media. O intuito é ampliar a oferta de qualidade de inventário premium em vídeo online no Brasil e em 2017 para a Argentina.

Por meio da parceria, a Zoomin.TV pretende aumentar seu inventário em 33% em vídeo e atender até 40 novos anunciantes na plataforma premium da Rubicon. O inventário premium conjunto já está disponível para o mercado brasileiro.

“Só neste ano, a Zoomin.TV triplicou seu faturamento, contratou 12 novos profissionais e entregou mais de 200 milhões de ad views. Além disso, se tornou uma das maiores empresas no Brasil no segmento de vídeo online”, compartilha Paulo Leal, diretor geral da Zoomin.TV Brasil.

(*Atualizado em 21/12/2016 às 14h50) 

Teads atinge desempenho 33% superior em estudo de tráfego válido na região

Em resposta ao crescente tráfego fraudulento no mundo, a Teads apresentou resultados de uma Auditoria de Tráfego Não-Humano (NHT) realizada por meio do MOAT regional e de benchmarks locais como referência, comparando a taxa de Visibilidade Humana e de Tráfego Inválido (IVT).

Na América do Sul, os dados apontam para uma taxa de Visibilidade Humana de 43,4% e IVT de 3%. Em comparação, a Teads alcançou um desempenho 33% melhor do que o padrão de Visibilidade Humana e 93% mais alto do que o benchmark de IVT.

Considerando que os investimentos em mídia programática na América Latina seguem avançando, o aumento do tráfego gerado por bots evidencia uma preocupação. “Com os crescentes níveis de tráfego fraudulento, a indústria deveria exigir mais transparência na compra de publicidade”, ressaltou Eric Tourtel, SVP da Teads Latam.

De acordo com a comScore, a taxa de Tráfego Não-Humano da Teads é de 1%, bem inferior à média mundial de 9% por vídeo programático em geral e cerca de 1/3 da média para vídeos comprados diretamente de publishers (3%).

AppNexus lança PreBid para publicidade em vídeo

A americana AppNexus dá um passo à frente em header bidding lança capacidades de header bidding em video no código prebid.js. O PreBid Video facilita a venda de inventário de vídeo ao obter os melhores preços de mercado para publishers de vídeo. Além disso, adtech promete melhorias para a experiência do usuário, diminuindo a latência.

“PreBid tornou-se o novo padrão de monetização para a publicidade display, ajudando os publishers a perceberem o melhor preço de mercado para seu inventário em um leilão justo e transparente, e evitando as taxas do Google AdX”, detalhou Eric Hoffert, vice-presidente de tecnologia de vídeo da AppNexus.

O PreBid Video é baseado em código aberto e foi projetado para suportar múltiplos players de vídeo, ad servers de vídeo e múltiplas fontes de demanda. “Todo mundo ganha – editores, anunciantes e consumidores – quando a indústria passa de algoritmos fechados e metodologias blackbox para a abordagem de leilões abertos de header bidding”, acrescentou.

O PreBid Video já está disponível em versão beta no GitHub, incluindo o código-fonte prebid.js. A tecnologia suporta vídeos instream para pre-roll, mid-roll e post-roll e está atualmente integrada à AppNexus Video SSP. A redução de latência é realizada por meio de um processo de auditoria criativa com a AppNexus Video SSP para que gerenciadores de anúncios que executam leilões secundários sejam excluídos.

Opera Mediaworks passa a se chamar AdColony

A Opera Mediaworks, plataforma de publicidade mundo, anuncia novo posicionamento de marca sob o nome de AdColony. A alteração é decorrente da aquisição do navegador de internet, homônimo da Opera ASA, por um consórcio de empresas da China e começa a valer no início de 2017.

A mudança acontece para aproveitar o impulso e reputação que a AdColony conquistou ao longo dos anos no ecossistema móvel – a plataforma móvel de anúncios em formato de vídeo foi adquirida pela matriz Opera ASA em 2014. Desde então, tornou-se uma importante geradora de negócios da Opera Mediaworks.

“Esse movimento não prejudicará os nossos clientes e parceiros, que continuarão a receber os nossos serviços e os melhores produtos de publicidade móvel do mercado”, esclareceu Gastón Bercún, gerente geral da atual AdColony para a América Latina. Com a venda do navegador, a companhia pretende investir cada vez mais em 2017 em sua plataforma de dados e capacidades de inteligência artificial para publicidade digital.