18% das vendas mobile no Brasil já acontecem em aplicativos, aponta Criteo

As transações via smartphones representaram 41% das vendas online no Brasil no segundo trimestre, um salto de 48% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os números fazem parte do relatório Global Commerce Review divulgado esta semana pela plataforma de anúncios Criteo, que investigou dados de navegação e compras de mais de 5 mil varejistas em mais de 80 países. Em entrevista ao ExchangeWire Brasil, Alessander Firmino, diretor-geral da Criteo para o Brasil e América Latina, analisa como os varejistas podem promover seus aplicativos para aumentar a conversão e o engajamento dos usuários.

A adoção do mobile pelos consumidores é um caminho sem volta e uma tendência crescente para os próximos anos. Tanto que as transações concluídas na web mobile, especialmente nos smartphones, avançam em todo o mundo e já representam 50% na Europa e no Japão e 38% na América Latina.

É nesse cenário que a Criteo registrou um aumento global de 30% em transações feitas via app em relação ao mesmo período do ano passado. No Brasil, 18% das vendas mobile já são realizadas dentro de apps.

Varejistas que possuem ou estão considerando lançar um aplicativo de compra têm ótimas razões para investir na divulgação dos mesmos. Segundo o estudo, a taxa de conversão nesses canais é três vezes maior do que na web móvel.

“Os aplicativos são ferramentas importantes que permitem que varejistas e marcas se comuniquem melhor e se envolvam pessoalmente com o cliente. O resultado disso é que os usuários de aplicativos geralmente procuram mais produtos, adicionam mais itens às suas cestas de compras e convertem a uma taxa maior”, expõe Firmino.

O sucesso do aplicativo de compras depende de uma divulgação inteligente

A pesquisa Global Commerce Review evidencia uma correlação entre o crescimento de transações no app e varejistas que investem continuamente na promoção desse canal. De acordo com o levantamento, varejistas que promovem ativamente seus aplicativos têm 65% de todas as suas transações no ambiente mobile. E quanto mais bem-sucedido um aplicativo, é possível gerar taxas de conversão mais altas em outros canais.

Conteúdo relevante, promoções, produtos exclusivos, facilidade e conveniência são elementos fundamentais para engajar o usuário nos apps. Ainda assim, Alessander Firmino lembra que há taxas expressivas de abandono depois da instalação inicial, de modo que trazer esses consumidores de volta é um grande desafio.

Alessander Firmino, diretor -geral da Criteo para o Brasil e América Latina

Promover o retargeting no aplicativo é uma das estratégias estratégias para aumentar e manter o engajamento dos usuários nesses apps. Como explica o executivo, à medida que as pessoas navegam pelo app, dados de intenção de compra são capturados em todos os níveis. Posteriormente, os varejistas podem usar a rede de publishers de seus parceiros de retargeting para reengajar os clientes. Com isso, um anúncio direcionado ao consumidor por meio de uma plataforma diferente, como um app de games, pode encorajá-lo a clicar e se reconectar ao aplicativo no qual ele pode concluir a transação.

Embora ter um app de compras bem elaborado seja fundamental para os varejistas nos dias de hoje, Firmino lembra que o consumidor navega por diferentes telas, canais e dispositivos, a qualquer hora, de qualquer lugar. “É necessário conhecer o consumidor para oferecer conteúdo relevante no formato adequado e no momento certo”.

A estratégia deve focar sempre no usuário, e não no canal ou dispositivo, já que a maioria das vendas online envolvem vários pontos de contato.

“O consumidor de hoje é exigente e quer experiências únicas e exclusivas. Personalização é palavra-chave para conquistá-lo”, ele reitera, evidenciando a necessidade de investir em uma estratégia sólida baseada em dados que permitam conhecer o usuário e conectá-lo ao que ele deseja com apoio de tecnologias inovadoras, como machine learning e inteligência artificial.