DynAdmic e S4M firmam acordo em vídeo mobile; IAB US lança calculadora para melhorar transparência do programático

No giro de notícias da semana: a nova parceria entre DynAdmic e S4M para oferecer maior audiência em vídeo mobile no Brasil e o novo lançamento do IAB US – uma calculadora capaz de estimar os custos envolvidos nas transações programáticas. E mais: pesquisa da Forrester traz os investimentos em programático nos EUA; eMarketer detalha gastos com mobile na América Latina; IAB Brasil lança primeiro livro sobre mobile; Abril anuncia nova estrutura.  

DynAdmic e S4M firmam aliança

A DynAdmic, ad tech especializada em vídeos online, anuncia um acordo com a S4M (Success for Mobile), plataforma programática especializada em publicidade mobile, para ampliar a oferta da audiência em vídeo mobile do país de forma customizada.  Assim, a DynAdic passa a oferecer uma solução completa em vídeo mobile, unindo formatos de branding e performance, integrando sua tecnologia de segmentação de audiências em vídeo pre-roll InStream à solução em audiência mobile da S4M para formatos OutStream Intestitial (In-Banner Video, In-Read Video e Video Pop-up) com objetivo de ampliar o inventário em vídeo mobile no Brasil.

“Com essa parceria, conseguiremos entregar ao mercado um pacote completo com soluções para alcançar o consumidor nos principais canais móveis”, avalia Lara Krumholz, gerente-geral da DynAdmic na América Latina. Já o VP Comercial da S4M para a América Latina, Julien Houdayer, lembra que mais de dois terços do inventário de vídeo mobile estão disponíveis por meio dos formatos display HTML5. “A estratégia de impactar o consumidor, sem ter de escolher entre InStream ou Outstream, certamente proporcionará aos nossos clientes a maior e mais adequada cobertura possível do seu target”, afirma.

Além da parceria no Brasil, a DynAdmic anunciou essa semana a abertura de um novo escritório no México, como parte de sua estratégia de expansão pela América Latina. A companhia já possui representação comercial no país, onde trabalha com um inventário de 645 milhões de impressões e dez campanhas mensais, e projeta um crescimento de 120% a partir da nova estrutura, que também atenderá as operações de Colômbia, Chile e Argentina.  Atualmente, são consumidos mais de 4 milhões de vídeos online mensalmente no México e a estimativa é que esse mercado ultrapasse 240 milhões até 2019.

EUA gastos em programático; IAB US lança calculadora para minimizar fraudes em programático

Apesar de preocupações com fraude, os profissionais de marketing continuam investindo em mídia programática. De acordo com novo estudo da Forrester Research, 79% dos marketers fizeram compras de anúncio via mídia programática no ano passado. A pesquisa consultou 128 membros da Association of National Advertisers (ANA) dos Estados Unidos.

O levantamento indica que a compra programática foi mais alta em online e mobile display, seguida por online e vídeo mobile. Apesar do crescimento, 70 % dos respondentes afirmaram que estão preocupados com a fraude causada por bots e robôs. Eles também citaram a falta de transparência dos dados, inventários e custos. Para contornar tais lacunas, 62% dos profissionais afirmaram que pediram relatórios mais detalhados a suas agências parceiras, enquanto 42% optaram por comprar inventários em private marketplaces (PMPs).

E por falar em transparência, essa semana o IAB US lançou uma calculadora online para ajudar os profissionais do mercado a descobrirem exatamente quais serviços estão sendo utilizados em suas campanhas e os preços cobrados nas diferentes etapas de uma compra programática. A ideia é simplificar e tornar mais claros os processos de compra e venda: a calculadora é capaz de mostrar, a partir do detalhamento do orçamento e dos processos envolvidos no buy side e sell side, qual parcela é destinada a cada player – inclusive o que está faltando. A calculadora pode ser acessada no site do IAB US.

Investimentos em mobile na América Latina

A América Latina irá liderar o crescimento de investimentos em mobile nos próximos dois anos, indica previsão do eMarketer. Somente no Brasil, o mobile responderá por 6% dos gastos com publicidade em 2016, saltando de 3,2% no último ano. Até 2020, 19,1% do total de investimentos será mobile.

No México, o digital deve atingir um quarto do total de investimentos em publicidade desse ano, número que deve chegar a um terço até 2020. Esse ano, um a cada dez dólares gastos em publicidade no país irão para o mobile – em 2020, o investimento será de um a cada quatro dólares. Já a Argentina aparece um pouco atrás, com o mobile representando 4% do total investido em publicidade esse ano, o dobro em relação a 2015. Até 2020, o investimento será de 17,2% do total.

IAB Brasil apresenta primeiro livro sobre mobile

Desenvolvido pelo comitê de mobile do IAB Brasil ao longo de 2015, o livro tem por objetivo servir como um guia para orientar marcas e agências no desenvolvimento das melhores práticas em mobile em diversos temas do segmento, como mobile advertising, segmentação e modelo de compra.

Patrocinado pelas empresas Adsmovil, In Loco Media, Mobils e S4M (Success for Mobile), o projeto contou com a colaboração de profissionais do mercado publicitário, como: João Carvalho (Hands), Felipe Almeida (Google), Alberto Pardo (Adsmovil), Phil Chaves (Facebook), Enor Paiano (IMS Internet Media Services), Julia Gutnik (Globo.com), Alexander Greif (Citroën), Julien Houdayer (S4M), Rafael Albuquerque (Zoox), Myriam Pelissier (Smart AdServer), André Ferraz (In Loco Media), Samantha Pestana (Infoglobo) e Paulo Maia (Mobils), entre outros. O conteúdo está disponível para download gratuito no site do IAB Brasil.

Abril tem nova estrutura

Um mês após assumir a presidência do Grupo Abril, Walter Longo faz mudanças na Editora Abril, extinguindo a presidência executiva, que será substituída por duas diretorias, que se reportarão diretamente a ele: a editoria editorial, que continua sob comando de Alecsandra Zapparoli, e a recente diretoria de operações, liderada por Fábio Gallo.

Gallo, que era diretor de finanças e administração, fica responsável por comercial, serviços de marketing, assinaturas, TI, controladoria, finanças e Casa Cor. Já Alecsandra passa a gerenciar as áreas de estratégia digital e apoio digital, além de outras editorias. O diretor de Marketing, Tiago Afonso, irá liderar toda estratégia de marketing das empresas do Grupo Abril, respondendo diretamente a Longo, além de cuidar de áreas como ABD (Abril Big Data).